Senso Comum X Conhecimento científico

Em suma, o termo senso comum, está baseado em duas vertentes: uma que fundamenta os julgamentos racionais, e, a outra, que o trata como opinião infundada, que constitui uma barreira ao conhecimento científico formal.


Conhecimento científico, é entendido como algo racional, fundamentado através de pesquisas, estudos e comprovações e ainda, largamente aceito e reconhecido por uma comunidade científica.


No entanto, Rios (2007) considera que o senso comum tem o seu lugar e deva ser respeitado, pois, contribui para que a própria ciência evolua. É a partir da reflexão analítica de problemas no cotidiano das pessoas, que surgem as
necessidades da produção de um conhecimento formal, aprofundando interpretações e propondo soluções para superar as dificuldades. Ele ainda afirma: “A ciência existe para esclarecer aspectos problemáticos do senso comum, fornecer respaldo aos questionamentos e fundamentar cada conhecimento produzido em respostas as demandas

O equilíbrio entre o senso comum e o conhecimento científico se faz necessário para que a aquisição do conhecimento científico, através da análise crítica do senso comum, possa acontecer. Para isso Rios (2007) defende a utilização da estratégia da construção compartilhada, que está baseada em duas
dimensões: uma dimensão educativa e outra dimensão epistemológica.

Na educativa onde o construtivismo é a abordagem adotada, já que o conhecimento é construído pela reflexão crítica dos sujeitos envolvidos no processo de aprendizagem a partir de suas experiências prévias e das questões consideradas significativas (…) e na epistemológica, destacando-se o valor do conhecimento entre conhecimento científico e senso comum.

RIOS, Ediara Rabello Girão; FRANCHI, Kristiane Mesquita Barros; SILVA,
Raimunda Magalhães da; COSTA, Nhandeyjara de Carvalho. Senso comum,
ciência e filosofia – elo dos saberes necessários à promoção da saúde. Ciência &
Saúde Coletiva, Fortaleza, p.501-509, 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/
scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1413-81232007000200026&lng=pt&nrm=iso&
tlng=pt. Acesso em: 28 abr. 2012.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também...

mais notícias

Faça Seu Login